Presos causam tumulto no Cone Sul para tentar impedir revista às celas onde foram encontrados celulares, drogas e facas

13316725835de7b371daa9e23d6458efNo último sábado (24) Policiais Militares do 3º BPM em conjunto com agentes penitenciários da Secretaria de Justiça (SEJUS) desencadearam uma operação para realizar revista minuciosa em todas as celas do Centro de Ressocialização Cone Sul, em Vilhena, em cumprimento à ordem judicial. A operação durou mais de 14 horas.

A Polícia Militar, comandada pelo Tenente Coronel Paulo André Santos de Souza, atuou em conjunto com agentes penitenciários, acompanhados pelo diretor da unidade, Nilton Gomes Cordeiro.

A ação foi iniciada por volta de 4 horas da manhã em que os militares, juntamente com os agentes penitenciários realizaram uma reunião na sala de instrução do 3º BPM em que foram traçadas as estratégias para o melhor desenvolvimento da missão no estabelecimento prisional.

Por volta de 6 horas um comboio com mais de 10 viaturas chegou à unidade prisional e deu início à entrada das forças de segurança no presídio. Parte do efetivo fez a segurança externa da unidade e a outra parte foi responsável pelas atividades internas.

As buscas começaram pela ala “B”, em que há maior número de apenados. A transferência dos reclusos das celas para o pátio do banho de sol foi realizada pela Polícia Militar.

Os apenados inicialmente criaram tumulto, bloquearam a porta da cela para tentar impedir a revista, assim como aproveitaram o tempo para se desfazerem de objetos ilícitos e proibidos no estabelecimento, sendo necessários o uso de Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo (IMPO) a fim de cessar a resistência e minimizar os riscos de eventos indesejáveis que resultassem em danos desnecessários e lesões graves.

Após o confinamento de toda ala “B” no pátio do banho de sol, os apenados se insurgiram e começaram a forçar o portão que dá acesso ao corredor com vários chutes e novamente foi necessário o uso proporcional da força a fim de impedir o comprometimento a operação.

A medida foi eficaz e os apenados se afastaram da porta do pátio, sobretudo alguns passaram a realizar ameaças verbais e gestuais contra os militares. Os reclusos foram identificados e confeccionado boletim de ocorrência sobre o evento.

Terminadas as buscas na ala “B” do presídio, os agentes da SEJUS que compõe o Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (GAPE) realizaram a extração dos apenados da ala “A”, levando-os para o pátio do banho de sol. Não houve resistência na abertura das portas das celas deste lado.

As equipes que atuavam na parte externa do presídio constataram que diversos objetos foram descartados pelas grades das celas e pelos sanitários, de ambas as alas.

Objetos encontrados

Todas as celas foram revistadas minuciosamente, incluindo as partes externas como fossas e esgotos. Ao todo foram encontrados 29 invólucros de maconha, 03 invólucros de cocaína, 10 invólucros de pasta base, 03 cachimbos utilizados para consumir entorpecentes, 07 celulares, 03 carregadores de celulares, 01 chip de aparelho celular, 08 pen drives e 12 armas brancas.

a906184043f0f241ac92f6a191c379b8 86ee6566570b7ce65b8f9209e208eae2 391bf484fa11a73b6de5c629db84f953

Assessoria do 3º BPM

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA